aqui mora a poesia...

aqui mora a poesia...

ROGATIVAS


Implora do Senhor o modo de encontrar 
A lavoura do bem, no pouso da esperança, 
O distrito de amor, onde o sonho descansa 
Nas doces emoções da ventura no lar... 

Ora e suplica ao Céu não te deixe guardar
Pedradas, aflições ou mágoas na lembrança, 
Roga, confiantemente, a paz em que se alcança  
Alegria, consolo, apoio, bem-estar


Exora segurança, amparo, bençãos, luzes, 
Na santa exaltação da estrada a que te induzes, Trabalhando e servindo em louvor do Dever; 

Mas pede a Deus te dê na fé que te elucida 
A luz do entendimento, ante as provas da vida, 
A coragem da fé e a força de vencer!... 

Zeferino Brasil