aqui mora a poesia...

aqui mora a poesia...

OBSESSOR


Nhô Cacique, na Roça do Boi Manso, 
Engolia a branquinha assossegado, 
Mas dizia que estava obsedado, 
Encolhido na rede de balanço. 

Um dia, na sessão de Nhô Picanço 
Ele falou ao guia incorporado: 
-"Ah! meu irmão, tem dó de meu estado!... 
Que defunto perturba meu descanso?" 

O guia disse:"Deus te fortaleça... 
Pega o arado! Serviço na cabeça 
Cura esse sofrimento que te abafa!... 

Morto que te persegue, Nhô cacique, 
É a cana doce, morta no alambique, 
Enterrada na boca de garrafa."

Cornélio Pires