aqui mora a poesia...

aqui mora a poesia...

MENSAGEM DE COMPAIXÃO


Se alguém te assalta o nome e a vida te alanceia, 
Se a pancadas verbais te enlameia ou esbordoa, 
Se alguém colado à treva ilaqueia e atraiçoa,  
Compadece-te e olvida a prepotência alheia. 
Se a galhofa te zurze e o ódio te guerreia, 
Inflamando-te a senda e a intenção clara e boa, 
Não te prendas ao mal! Ama, serve, abençoa!...
O desforço envenena, a mágoa desnorteia. 
Se alguém te encharca em fel o peito opresso e pasmo 
A compressões de angústia e a golpes de sarcasmo, 
Sê bálsamo do Céu na estrada onde transites!... 
Nada te turve a paz do amor terno e profundo, 
De passo a passo, trilha a trilha, mundo a mundo, 
Deus é a bondade eterna e o perdão sem limites. 

Carlos Bittencourt