aqui mora a poesia...

aqui mora a poesia...

DEUS CONTA CONTIGO


Ouço-te, às vezes, coração amigo, 
Em torno ao bem, numa questão qualquer: 
— "Farei... Conseguirei... Conta comigo... 
Se Deus quiser, se Deus quiser..." 
Mas não te alteres, a pretexto disso. 
De segundo a segundo, estrada a estrada, 
A Vontade de Deus é revelada 
Em bondade e serviço. 
Fita os quadros da gleba, campo afora: 
Tudo o que existe, vibra, luta e sente, 
Serve constantemente, 
Dia-a-dia, hora a hora!... 
De alvorada a alvorada, o Sol fecundo, 
Sem aguardar requerimento 
Garante sem cessar o equilíbrio do mundo 
De seu carro de luz no firmamento. 
A fonte, a deslizar singela e boa,
Passa fazendo o bem, 
Dessedenta, consola, alivia, abençoa 
Sem perguntar a quem... 
Sem recorrer a humanos estatutos, 
Nem a filosofias enganosas, 
A laranjeira estende os próprios frutos, 
A roseira dá rosas... 
O lírio não se ofende, nem reclama: 
Sobre a terra onde alguém lhe deitou a raiz, 
Seja em vaso de estufa ou num trato de lama, 
Desabrocha feliz. 
Assim no mundo, coração amigo, 
Faze o bem onde for, seja a quem for; 
Em toda parte, Deus conta contigo 
Na tarefa do amor. 

Cornélio Pires