aqui mora a poesia...

aqui mora a poesia...

Desfaze a mala feita pra a partida


Desfaze a mala feita pra a partida!
Chegaste a ousar a mala?
Que importa? Desesperar ante a inda
Pois tudo a ti iguala.

Sempre serás o sonho de mim mesmo.
Vives tentando ser,
Papel rasgado de um intento, a esmo
Atirado ao descrer.

Como as correias cingem
Tudo o que vais levar!
Mas é só a mala e não a ida [?]
Que há de sempre ficar!