aqui mora a poesia...

aqui mora a poesia...

Doce certeza

Por essa vida afora hás de adorar
Lindas mulheres, talvez; em ânsia louca,
Em infinito anseio hás de beijar
Estrelas d’oiro fulgindo em muita boca!

Hás de guardar em cofre perfumado
Cabelos d’oiro e risos de mulher,
Muito beijo d’amor apaixonado;
E não te lembrarás de mim sequer! ...

Hás de tecer uns sonhos delicados...
Hão de por muitos olhos magoados,
Os teus olhos de luz andar imersos! ...

Mas nunca encontrarás p’la vida fora,
Amor assim, como este amor que chora
Neste beijo d’amor, que são meus versos!